15AH, San Francisco

California, United States.

Send Your Mail At:

info@elitesupport.com

Working Hours

Mon-Sat: 9.30am To 7.00pm

Vamos lutar

O Ministro das Infraestruturas e da Habitação garantiu...

Para o Pedro Nuno Santos

Para o Pedro Nuno Santos! Os “Lobos” agora são outros…

“Essa publicitação em Diário da República existe para que as populações possam reagir. Estamos a falar de um período de 30 dias”

É isso que estamos a fazer. Reagir e não vamos parar!

No entanto, Pedro Nuno Santos, deixou recados para que “não se faça aproveitamento político daquilo que não existe”

Se não existe, porque motivo tem que falar na abertura de uma festa? Claro que em ano de eleições se tem que fazer aproveitamento político, só assim vocês recuam!

“foi apenas uma empresa australiana que declarou querer fazer a prospeção”

Queria que fossem mais?

“Agora ouve-se a população e nós já vamos sabendo qual o sentido dos presidentes de Câmara e da comunidade desta região”

Já deviam saber! Ja deviam conhecer a opinião da população! Devia aparecer mais vezes, principalmente quando não há festa!

“NÃO HÁ NENHUMA RAZÃO PARA ALARME! POPULAÇÃO NÃO SERÁ IGNORADA!”

“O Ministro das Infraestruturas e da Habitação garantiu esta sexta-feira, na abertura da Festa do Alvarinho de Melgaço, que a posição das populações de Melgaço, Monção e Arcos de Valdevez sobre uma eventual prospeção de lítio na região “não será ignorada”. No entanto, Pedro Nuno Santos, deixou recados para que “não se faça aproveitamento político daquilo que não existe”.

Perante uma plateia de várias dezenas de pessoas, incluindo presidentes de Câmara e deputados na Assembleia da República, o governante passou às explicações. “Houve uma publicitação em Diário da República que alarmou muitas pessoas aqui na região. Mas é importante perceber o que diz a lei e o que pode ou não ser feito para não incorrermos naquilo que não corresponde à verdade”, iniciou. “É normal que as pessoas se alarmem. Mas já não é normal que haja aproveitamento político sobre aquilo que não vai acontecer ou que não acontece”.

Em tom mais professoral, Pedro Nuno Santos prosseguiu a aula. “A publicitação em Diário da República é um mecanismo legal que decorre a partir do momento em que há uma empresa que declara ter interesse em fazer a prospeção. Aquilo que a lei prevê é que automaticamente haja essa publicitação em Diário da República”, disse.

“Não houve nenhum ato por parte do Governo!”, sublinhou. “Essa publicitação em Diário da República existe para que as populações possam reagir. Estamos a falar de um período de 30 dias, que está a decorrer, e que serve para que se conheça aquele que é o sentido da população em relação àquela intenção do investidor”. E voltou a reiterar que “não houve nenhuma ação por parte do Governo”. Aquilo que houve, explicou, “foi apenas uma empresa australiana que declarou querer fazer a prospeção”.

E agora? “Agora ouve-se a população e nós já vamos sabendo qual o sentido dos presidentes de Câmara e da comunidade desta região”, garantiu o Ministro. “E podem ter a certeza que essa posição não será ignorada! É de respeito que se fala aqui”, frisou perante a plateia atenta. “Não façamos aproveitamento político daquilo que não existe. Não há nenhuma razão para alarme!”, concluiu.

A Festa do Alvarinho e do Fumeiro de Melgaço arrancou esta sexta-feira. Vai prolongar-se até domingo.  No total, são 62 expositores que vão dar corpo a esta Festa do Alvarinho e do Fumeiro. Três dezenas são de Alvarinho, 18 são do fumeiro, queijo, compotas e outros produtos locais e, ainda, as já tradicionais tasquinhas.”

Fonte: Rádio Vale Do Minho 

PNP Gerês