15AH, San Francisco

California, United States.

Send Your Mail At:

info@elitesupport.com

Working Hours

Mon-Sat: 9.30am To 7.00pm

Mais tempo junto da natureza

Visite o Parque Nacional da Peneda-Gerês

Mais tempo junto da natureza!

Segundo a Men’s Health precisamos de mais tempo junto da natureza

“A medicina concorda e, por isso, são cada vez mais os médicos que prescrevem horas ao ar livre como forma de melhorar a saúde e acelerar a cura de certos problemas.

Trocar a cidade pelo campo é uma ideia que agrada a muitos. E não é necessário que um especialista nos diga que tal é benéfico para a saúde… mas sabe ao certo de que forma?

Comecemos pelo mais básico: foi em ambiente externo e totalmente envolto na natureza que a espécie humana evoluiu. Com a constante evolução, esta ligação à natureza foi se perdendo cada vez mais. Hoje, o organismo ressente-se com a mudança.

Hipótese da biofilia

Na década de 80, o biólogo Edward Osborne Wilson ficou conhecido por popularizar o termo biofilia. Esta teoria defende que o ser humano tem uma relação intrínseca com a natureza. Tal ideia vai ao encontro da noção de que qualquer indivíduo precisa da natureza e, na sua falta, ressente-se.

Num olhar mais clínico, também nos anos 80, foi desenvolvido um estudo que analisou a ligação do ser humano à natureza a nível de saúde. A análise contou com uma amostra de pacientes em recuperação pós cirúrgica, que foi dividida em dois grupos. O primeiro tinha como vista do quarto várias árvores, o segundo, apenas uma parede branca. Daqui foi possível verificar que o primeiro grupo sofreu menos dores e recuperou mais rapidamente, o que permitiu uma saída mais rápida do bloco pós-operatório. Após este estudo, vários outros se seguiram e comprovaram a mesma ideia, o que levou a que especialistas investissem neste tipo de cenário – fosse real ou em vídeo – como fator beneficiador da saúde de indivíduos recém-operados.

Mais do que imagens, é o cenário real que traz benefícios

… uma ideia comprovada por estudos posteriores que confirmaram as vantagens de se passar mais tempo ao ar livre, nomeadamente ao sol ou, pelo menos, com luz natural. Stress e dores foram os principais fatores reduzidos com tais cuidados. Mas também a ansiedade, pressão arterial e frequência cardíaca contaram com melhorias aquando da exposição à natureza.

Não só em casos pós cirúrgicos, os vários estudos apontaram os benefícios a qualquer ser humano. Comum aos autores de cada estudo era pois a questão de se o ambiente externo e com foco na natureza garante também o mantimento da boa saúde. Uma questão que hoje facilmente se responde com um garantido sim.

Um estudo desenvolvido em 2016, intitulado ’30 Days Wild’ comprova que, se caminhar é benéfico, fazê-lo rodeado pela natureza traz ainda mais vantagens do que quando se caminha em ambientes urbanos ou indoor. Também para os mais novos, brincar na natureza é sempre preferível a fazê-lo em parques infantis, avança o mesmo estudo.

Combater o sedentarismo é sempre uma mais-valia

É por isto que correr ou caminhar na cidade, ou mesmo no ginásio, será indiscutivelmente melhor do que não treinar. Contudo, a natureza promove ao organismo mais benefícios do que apenas o treino. Além da redução da poluição, que afeta vários aspetos da nossa saúde – desde a pele à respiração – é também uma forma de fortalecer o sistema imunitário, por exemplo.

A medicina tem feito a sua parte, ao aconselhar mais tempo ao ar livre e a fazer por garantir espaços verdes junto de hospitais e clínicas. Mas antes de chegar a tais ambientes, a responsabilidade está em cada habitante do meio urbano. Agora que o bom tempo começa a chegar, e mesmo que viva no centro da cidade, faça por procurar espaços verdes. Um passeio ao final da tarde ou uma hora de brincadeira com os miúdos são bons programas. Ao fim de semana, ‘abuse’ mais do tempo na natureza e organize um piquenique ou um acampamento, por exemplo.”

Fonte: Men’s Health

Também nos pode seguir no Facebook e Instagram

Fotografias de PNPGerês

PNP Gerês