15AH, San Francisco

California, United States.

Send Your Mail At:

info@elitesupport.com

Working Hours

Mon-Sat: 9.30am To 7.00pm

Vespa Asiática: Como reagir em caso de picada?

SOS Ambiente e Território - 808 200 520

Vespa Asiática: Como reagir em caso de picada?

Depois da partilha da notícia que a GNR já registou mais de 500 denúncias de avistamentos de vespa asiática, chega a vez de partilhar algumas indicações de como reagir em caso de picada

Aqui ficam as  recomendações dadas por uma médica à Lifestyle

Alex Bartok / Flickr

“Chama-se vespa velutina, mas é mais conhecida por vespa asiática. Chegou à Europa há 15 anos e tem sido responsável por ataques agressivos e picadas dolorosas em Portugal nos últimos anos. Fomos saber como reagir em caso de picada e como é possível prevenir os ataques com a médica Elisa Pedro, presidente da Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunologia Clínica.

Se já for alérgico à picada de vespa (vulgar) também pode ser alérgico à vespa asiática (velutina) e a reação que terá será idêntica.

Neste caso deve tomar os mesmos cuidados que o médico imunoalergologista recomendou para as picadas de vespa.

Se for alérgico à picada de abelha em princípio não é alérgico à picada da vespa, contudo há casos de alergia aos dois venenos (abelha e vespa).

O QUE FAZER EM CASO DE PICADA? O QUE TOMAR?

Em caso de picada, se não for alérgico não vai ter reação e não é preciso fazer nada. A aplicação de gelo no local da picada diminui a dor provocada pela picada.

Se for alérgico pode ter 2 tipos de reação (local ou sistémica):

Reação no local da picada, que se for exuberante (diâmetro >10 cm) deve tomar anti-histamínico em comprimido e nos casos mais graves ou se for picado na face (pálpebras, lábios) adicionar corticosteróide em comprimido. Se o inchaço das pálpebras e/ou lábios for muito exuberante deve ser observado por médico numa urgência do Centro de Saúde ou hospital.

No caso de ser picado e ficar com urticária (babas e comichão) generalizada a todo o corpo, deve recorrer a um serviço de urgência para administração de anti-histamínico e corticosteróide endovenosos. No caso de anafilaxia (que pode ser muito grave ou mesmo fatal) que surge imediatamente após a picada (10-15 minutos) com falta de ar, sensação de desmaio, tonturas, aperto na garganta, língua muito inchada, comichão e vermelhidão por todo o corpo) deve chamar de imediato o INEM (112), deve pedir ajuda e deslocar-se imediatamente a uma urgência. Se for portador de uma caneta com adrenalina deve injetá-la imediatamente na face externa da coxa, deitar-se no chão com as perna elevadas ou sentar-se se estiver com muita falta de ar ou a vomitar.

COMO SE PREVENIR?

– Evitar locais onde estes insetos costumam estar (jardins, árvores, contentores de lixo).

– Evitar andar descalço na relva e desportos ao ar livre em parques sobretudo nos meses de verão.”

Imagem retirada do Facebook de Quercus – ANCN
PNP Gerês

Deixe uma resposta