15AH, San Francisco

California, United States.

Send Your Mail At:

info@elitesupport.com

Working Hours

Mon-Sat: 9.30am To 7.00pm

Título

Autem vel eum iriure dolor in hendrerit in vulputate velit esse molestie consequat, vel illum dolore eu feugiat nulla facilisis at vero eros et dolore feugait

Arquivo do autor: %s PNP Gerês

7 MARAVILHAS DA CULTURA POPULAR

7 Maravilhas Da Cultura Popular

São João da Fraga (Pitões das Júnias – Categoria: Procissões e Romarias)

( para saber mais basta clicar nas palavras a laranja ) 

“Impondo-se humildemente no alto de uma elevação granítica encontra-se o segredo mais bem guardado das festas e romarias de Barroso: o S. João da Fraga. A capela de S. Jogo da Fraga situa-se na freguesia de Pitões das Júnias. concelho de Montalegre, em pleno Parque Nacional da Peneda-Gerês. numa elevação com mais de 1 . 1 00 metros de altitude. A minúscula capela, com cerca de 10 metros quadrados, constitui o núcleo festivo e romeiro de uma celebração profundamente enraizada na cultura pitonense.

 

A procissão e a romaria ao S. João da Fraga sintetizam o espírito telúrico e devocional deste povo de montanha, onde durante décadas o isolamento geográfico e cultural moldou o seu quotidiano. O acesso à capela é exclusivamente pedonal, sendo necessita uma caminhada de cerca de duas horas, coroada com uma ascensão ao monte através de uma escadaria gravada na rocha granítica. 

Desde a década de 1990 que a festa do S. João da Fraga se realiza no domingo seguinte ao dia de celebração do S. Jogo Baptista. A organização do evento cabe tradicionalmente aos moços solteiros da aldeia que, uma semana antes, procedem à limpeza e caiamento da capela. Na manhã da festa, o povo junta-se à saída de Pitões das Júnias para realizar a caminhada devocional até ao topo do monte. A missa é celebrada pelo pároco local, seguida de uma procissão em redor do espaço sacralizado. Antes de rumar ao carvalhal do Porto das Lages para a merenda são lançados do alto da traga vários foguetes. O resto do dia é passado em confraternização comunitária, onde impera a música tradicional e a gastronomia local. A noite. o tradicional baile popular encerra as festividades. 

O ritual festivo alusivo ao S. João da Fraga não é estático sendo marcado. conjunturalmente, por várias nuances. Na década de 1 960, na véspera da festa, no dia 24 de junho, um devoto subia à capela para ir buscar o santo, trazendo-o até um cruzeiro próximo da aldeia. Aí era aguardado pela população e por músicos galegos que, em procissão alegre, subiam até à aldeia e depositavam o santo na igreja. No dia seguinte, levava-se o santo de volta à capela, novamente em procissão marcada pela música tradicional, onde se celebrava a missa. Após o ritual, descia-se para a merenda comunitária no carvalhal do Porto das Lajes, onde a festa prosseguia noite fora. A noite, no intervalo do baile, leiloavam-se as oferendas e arrematava-se o ramo, ou seja, o povo organkava-se por grupos e o que mais contribuir para a festa do ano seguinte ficava responsável pela organização da mesma, Caso não fosse possível um consenso, a organização da festa caberia aos solteiros da aldeia. Na década de 1970, face a uma disputa com a aldeia vizinha de Parada, os pitonenses, com receio que lhes roubassem o Santo, retiraram-no da capela isolada guardando-o até hoje na aldeia, onde permanece exposto na igreja de S. Rosendo, padroeiro de Pitões das Júnias, aguardando a festa em sua honra.”

Fotografias do Nuno Vieira Fotografia e AQUI Instagram

Respeite os modos de vida e tradições locais

Casa florestal devoluta no Gerês vai ser recuperada

Mapa do Parque Nacional

Deixamos aqui uma boa notícia dada pelo jornal O Minho

Existem muitas outras por todo o Parque Nacional que devem ser recuperadas para diversos fins

“A antiga casa florestal da Assuseira, localizada em Vilar da Veiga, no Parque Nacional Peneda-Gerês, vai ser recuperada pela Câmara de Terras de Bouro, foi hoje anunciado.

Num investimento de cerca de 70 mil euros, a autarquia conseguiu os fundos através de uma candidatura ao PROVERE, de fundos europeus, que foi agora aprovada.

De acordo com a Câmara, a casa da Assureira funcionará como um centro literário dedicado ao escritor Ramalho Ortigão, apreciador da vila do Gerês, das águas do rio Caldo e da imponência da Pedra Bela, conforme escreveu em muitos dos seus livros.

“A estratégia turística da autarquia para o território passa por voltar a conferir ao Gerês uma grandeza e importância que outrora existiu, nomeadamente ao voltar a dar vida aos seus maiores símbolos culturais do início do século passado”, escreveu a autarquia em nota enviada à imprensa.”

Fotografia e texto : O Minho

Respeite os modos de vida e tradições locais

Cela Cavalos – Outro olhar!

Cela Cavalos – Outro olhar!

Mais um magnífico momento partilhado no Grupo PNPGerês

Esta incrível fecha e o seu poço ficam na freguesia de Outeiro na aldeia de Cela e é uma das suas pérolas

Aqui ficam as fotografias Created by Joaquim Manuel Ramos

( para saber mais basta clicar nas palavras a laranja ) 

Se quiser espreitar o nosso olhar é só clicar na fotografia abaixo

Cada visitante é responsável pelo lixo e detritos produzidos, deposite-os nos locais apropriados

A muralha de Pincães

A muralha de Pincães

Em pleno coração da serra do Gerês existe uma “parede” de outro mundo

Fica em área de proteção parcial tipo I e não requer autorização para se visitar

Que ninguém diga conhecer a serra do Gerês, se não conhecer este local

( para saber mais basta clicar nas palavras a laranja ) 

Se quiser espreitar a Fecha de Pincães é só clicar na fotografia abaixo

Respeite os habitantes locais

Nós e o Parque Nacional – Pegadas

Nós e o Parque Nacional – Pegadas

Domingo passado as nossas pegadas ficaram pelo Parque Nacional em diversos locais 

Mas não foram só elas, a vontade de regressar muito em breve também 

Esta fotografia foi tirada em cima da Roca de Pias para uma das suas vertentes

Como sempre podíamos ter explorado muito mais, mas temos sempre que ter uma desculpa para voltar 

( para saber mais basta clicar nas palavras a laranja ) 

Para ver mais Nós e o Parque Nacional é só clicar na imagem abaixo

Os percursos deverão ser utilizados por pequenos grupos de cada vez, o excesso de visitantes pode causar a erosão dos mesmos e a destruição da vegetação

A Fortaleza de Castro Laboreiro

A Fortaleza de Castro Laboreiro

Subir ao Castelo de Castro Laboreiro é uma experiência que todos devem viver quando visitam a região, desde que tenham as condições físicas necessárias para isso.

  O trilho até lá não é “fácil” mas os 1033 metros de altitude são a porta para a uma beleza indescritível 

Pegando na partilha feita pela Sara Quintas no Grupo PNPGerês aqui fica a beleza e a imponência da paisagem  

( para saber mais basta clicar nas palavras a laranja )  

Fotografias de Sara Quintas

Respeite a propriedade privada, feche as cancelas caso surjam durante o percurso

Dia 22 de Maio de 2020 – Dia Internacional da Biodiversidade

Dia 22 de Maio de 2020 – Dia Internacional da Biodiversidade

“A biodiversidade, seja uma espécie ou todo um ecossistema, é vital para a saúde e o bem-estar dos seres humanos. A qualidade da água que bebemos, os alimentos que consumimos e o ar que respiramos dependem da boa saúde da natureza.” – Mensagem da ONU

A foto é de uma cabra-montesa no Parque Nacional da Peneda-Gerês tirada pelo Norberto Esteves

( para saber mais basta clicar nas palavras a laranja ) 

Tire apenas fotografias, elas funcionam como memória dos bons momentos passados e registam a beleza da paisagem

Uma caminhada até aos Carris – Ano de 1998

Uma caminhada até aos Carris – Ano de 1998

Não é todos os dias que se consegue recuar 22 anos e ter acesso a fotografias únicas

Hoje o Grupo PNPGerês teve esse privilégio com a partilha realizada pela Maria Edite Silva Gitinha

Aqui ficam algumas fotografias da partilha original que podem ver AQUI caso tenham interesse

( para saber mais basta clicar nas palavras a laranja ) 

Fotografias de Maria Edite Silva Gitinha

Fragmentos de uma caminhada

Os percursos deverão ser utilizados por pequenos grupos de cada vez, o excesso de visitantes pode causar a erosão dos mesmos e a destruição da vegetação

Ontem foi dia de montanha e o principal objetivo era o topo da Roca de Pias 

Num trilho de pastores cheio de riquezas, entre elas 8 abrigos, a magnifica Roca Negra, Meda da Rocalva, Roca de Pias e o Vale do Rio Conho onde mora um dos mais famosos poços da Serra do Gerês

Conseguimos ainda olhar para o Borrageiro e para as paredes de Porta Ruivas

Aqui ficam algumas fotografias das centenas que foram tiramos por um dos caminheiros desse dia – Manuel Silva

Quanto ao destino Roca De Pias esta semana teremos novidades

( para saber mais basta clicar nas palavras a laranja )